NA PRAÇA DOS TRÊS PODERES: MST monta acampamento em apoio a Lula e pede doações para seguir em ‘resistência’

 Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), com apoio das Frentes Brasil Popular, Povo Sem Medo e do PT da Paraíba montou acampamento da Praça dos Três Poderes em João Pessoa. De acordo com os um dos organizadores, o ato faz parte da agenda nacional de resistência as perseguições midiáticas e da justiça para se tirar Lula das eleições de 2018

“Estamos aqui unindo as forças e fazendo o acampamento #LulaLivre para que ele seja solto e o povo julgue ele nas urnas. Então, se ele vai ser condenando que seja condenado nas urnas, porém se o povo for a favor dele, Lula vai voltar a governar o Brasil e a gente vai sair dessa enrascada”, declarou Marcos Freitas, integrante da Frente Brasil Popular.

Segundo a dirigente do MST Paraíba, Eva Wilma, os integrantes do Movimento estão se organizando em todo o país, seguindo calendário que começou a ser organizado após a prisão política do presidente Lula. “Essa marcha faz parte da jornada de luta do ‘Abril Vermelho’ do MST, que se iniciou desde o dia nove de abril com várias ocupações em todo o país e aqui na Paraíba com a ocupação do golpista senador José Maranhão, que ainda estamos resistindo lá. Nós do Movimento Sem Terra, agricultoras e agricultores, viemos do Sertão ao Litoral ocupar a Praça dos Três Poderes. A gente só vai sair quando Lula estiver livre”, enfatiza.

Wilma ainda pediu, durante entrevista concedida à uma rádio da Capital paraibana, doações de simpatizantes de Lula para que os movimentos sigam em resistência. “Pedimos aos simpatizantes do presidente Lula que não podem estar presentes, doações de matérias de limpeza e alimentos para que possamos continuar em resistência”, disse a dirigente.

O presidente estadual do PT, Jackson Macêdo, também ressaltou o apoio do partido aos integrantes do MST. “Hoje recebemos aqui mais de 400 famílias, trabalhadores e trabalhadoras que ocuparam a praça e vão ficar aqui durante o período que o presidente for ficar preso, lá em Curitiba. Então, é um momento de solidariedade, de muito protesto, muita luta e de resistência desses guerreiros e guerreiras do povo, que estão aqui. Contando com nosso apoio, do PT, e das Frentes Brasil Popular e Sem Medo, que irão continuar permanentemente na luta em defesa da democracia e para que o presidente seja solto e possa disputar as eleições de forma tranquila”, destacou.

Veja também:

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp