‘Nossa cidade está um caos, decaiu tudo’, diz prefeito eleito de Puxinanã

Imagem: prefeito Felipe Coutinho / divulgação

O novo prefeito de Puxinanã, no agreste do estado, Felipe Gurgel Coutinho (PRB) prometeu centrar as atenções de sua gestão para os serviços de saúde assim que tomar posse do Executivo municipal. Levado ao cargo por mais de 2,5 mil eleitores (30,54 % dos votos), Felipe demonstrou ao Paraíba Debate preocupação com a situação administrativa atual. De acordo com ele, a cidade vive um verdadeiro caos administrativo em todas as áreas estruturantes.

“Nossa cidade está um caos, decaiu tudo. Os postos de saúde estão sem atendimento regularizado, ônibus escolares sem combustível e sucateados, coleta de lixo paralisada por falta de pagamento, farmácia básica sem medicamentos e escolas abandonadas”, denunciou.

Com relação ao abastecimento de água, outro problema enfrentado pela população de Puxinanã, Felipe disse que já esteve na Secretaria de Recursos Hídricos do estado da Paraíba, solicitando para o seu mandato a perfuração de poços artesianos.

Já na Funasa, em Brasília, o prefeito eleito também solicitou a perfuração de mais de 28 poços. A medida, de acordo com ele, servirá para amenizar os efeitos da estiagem.

Outro problema municipal é com relação aos transportes escolares e o funcionamento de uma escola agrícola, na zona rural. Os ônibus estariam sucateados e sem combustível. “Teremos toda sensibilidade com os nossos estudantes, garantindo transporte de qualidade e reforma e ampliação de escolas”, pontou Felipe Coutinho.

A população também tem enfrentado problemas com relação a distribuição de medicamentos. “A Farmácia básica encontra-se sem medicamentos, mas isso vamos resolver nos primeiros dias de gestão”, afirmou.

Felipe ainda disse que a atual prefeita, Lúcia Aires Miranda (PSDB), ainda não se manifestou com relação a equipe de transição encaminhada por ele. “A prefeita ainda não se manifestou com relação a nossa equipe de transição. É preciso saber como anda a aplicação dos nossos recursos e se a prefeitura está em dívida”.

Outra medida adotada pelo novo prefeito será o controle das contas públicas. “É preciso enxugar a folha e garantir melhores condições de trabalho aos nossos concursados”, finalizou.

A atual prefeita, Lúcia, não atendeu os nossos telefonemas.

Redação.

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp