Nova delação complica a situação do presidente do Senado

Em acordo de delação premiada, Felipe Parente, apontado por investigadores como operador de propinas do PMDB, detalha repasses para o presidente do Senado, Renan Calheiros(PMDB-AL), e o ex-senador Jader Barbalho (PMDB-PA), relativos a contratos de empreiteiras com a Transpetro, revela a nota edição da revista Época.

De acordo com o depoimento, foram R$ 5,5 milhões, de 2004 a 2006 (R$ 11 milhões em valores atualizados).

FONTE: Da Redação

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp