“O prefeito não faz porque não quer”, afirma presidente da câmara de Pocinhos

O presidente da câmara de Pocinhos e pré-candidato a prefeito, o vereador Sóstenes Murilo (PSB), apresentou um balanço da sua administração à frente do poder legislativo e responsabilizou o prefeito, Cláudio Chaves, por vários desmandos administrativos ao longo desses 36 meses de gestão.

Sóstenes enfatizou alguns projetos considerados importantes na sua gestão como presidente, entre eles, uma emenda que possibilitava o aumento em 15% do salário dos professores, a legalização do cargo de condutor de ambulância, trintas horas de trabalho para os profissionais da enfermagem e destacou o projeto que prever apenas 30 dias para um paciente conseguir a marcação de exames específicos na secretaria de saúde.

“Alguns desses projetos foram vetados pelo prefeito, mas somos maioria na casa e, com certeza, vamos derrubar esses vetos e beneficiar o povo de Pocinhos”, desabafou.

O vereador não economizou palavras para criticar e responsabilizar o prefeito pelas obras inacabadas no município.

“Mesmo fechando 2015 com cerca de R$ 38 milhões, o prefeito de Pocinhos não inaugurou uma obra com recursos próprios, são vários obras na cidade inacabadas, a exemplo de uma quadra esportiva, auditório teatro e academia popular. Não faz porque não quer”, denunciou.

Ainda de acordo com o vereador, cerca de R$ 200 mil são investidos mensalmente em locação de veículos e essa seria uma  prática comum de superfaturamento.

As informações foram veiculadas na rádio cidade Esperança.

Redação.

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp