Odebrecht declara que pagou propina em dinheiro vivo para campanha de Alckmin

Foto: Reprodução/Internet

A Odebrecht disse à Operação Lava Jato ter pago caixa dois em dinheiro vivo para as campanhas de 2010 e 2014 do governador Geraldo Alckmin (PSDB/SP), informa o jornal Folha de São Paulo.

As delações ainda não foram homologadas pelo Supremo Tribunal Federal. Segundo a empreiteira, o empresário Adhemar Ribeiro, irmão da primeira-dama, Lu Alckmin, recebeu R$ 2 milhões em seu escritório em São Paulo.

O caixa dois não foi discutido diretamente com Alckmin, afirmam executivos. Naquele ano, 2010, o tucano venceu no primeiro turno.

Na eleição seguinte, Marcos Monteiro, hoje secretário de Planejamento do governo paulista, teria sido um dos intermediários das doações ilegais, segundo depoimentos, ainda conforme o jornal.

Redação com Paraíba Online

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp