Ônibus em Campina Grande continuam recebendo passagem em dinheiro à noite

Foto: Reprodução

Apesar da medida que anunciou o fim do pagamento de passagens de ônibus em dinheiro durante a noite, em Campina Grande, os motoristas dos ônibus continuam aceitando dinheiro após as 20h (horário local). O prazo da medida começou a valer nesta quinta-feira (1º), mas o Sitrans admitiu que orientou os motoristas a serem flexíveis nestes primeiros dias.

Segundo o presidente do Sitrans, Anchieta Bernardino, a medida deve começar a ser aplicada a partir da próxima segunda-feira (5), mas, ele também admitiu que, mesmo com a efetividade da medida, haverá casos em que deve ocorrer uma maior tolerâncias, como em dias de jogos de futebol oficiais e eventos, que exijam a necessidade de flexibilidade.

“O acordo dizia que começava no dia 1º de fevereiro. Essa era a data de homologação, mas nós só vamos iniciar na segunda-feira (5). Os motoristas continuam aceitando dinheiro por uma orientação nossa. E isso também pode ocorrer em dias de jogos e outros eventos, se houve essa necessidade, ou caso seja inviável praticar o plano inicial”, explicou

Entenda a medida

Após um acordo feito entre o Sitrans, Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos (STTP) e Ministério Público da Paraíba (MPPB), além de outros órgãos, ficou decidido que os ônibus de Campina Grande não aceitariam mais o pagamento de passagem em dinheiro, a partir das 20h. Neste caso, o passageiro só teria acesso ao serviço do ônibus usando um cartão eletrônico de passagem. A medida tem o objetivo de diminuir a movimentação de dinheiro em espécie nos ônibus, para evitar casos de assaltos.

E quem não tem o cartão?

No acordo ficou decidido que a medida começaria a valer a partir de 1ª de fevereiro deste ano. Também ficou acordado que, caso um passageiro que não tenha o cartão eletrônico de passagem (como por exemplos turistas) tente pegar um ônibus com dinheiro após as 20h, ele recebe gratuitamente um cartão eletrônico de passagem para usar, garantindo o serviço. Neste caso o débito fica no cartão e o passageiro pode pagar e recarregar o cartão no Terminal de Integração, ou nos pontos de recargas existentes em estabelecimentos nos bairros.

Veja também:

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp