Oposição “dorme no ponto” e requerimento sobre TCM é votado por unanimidade

5

O requerimento da Mesa Diretora do Legislativo solicitando a instalação do Tribunal de Contas dos Municípios acabou sendo votado, por unanimidade, e seguiu para o governador Ricardo Coutinho (PSB) sem que a bancada de oposição tivesse prestado atenção no que estaria votando.

A bancada dormiu no ponto e o documento passou pelos parlamentares sem que houvesse a devida discussão de praxe.

A deputada Camila Toscano (PSDB), que esteve substituindo o líder da bancada de oposição, Renato Gadelha (PSC), ficou indignada com o ocorrido e saiu do Plenário protestando contra o ato da Mesa.

Ela não quis dar entrevista à imprensa, mas era visível a sua contrariedade de dentro do Comitê de Imprensa.  A deputada gesticulava em protesto contra a Mesa, mas não tinha como retroagir.

Em entrevista à imprensa, o presidente Adriano Galdino (PSB) explicou que havia dito por várias vezes que a matéria estava em pauta.

“A matéria estava constante no expediente de hoje e eu botei em votação e foi aprovada e será encaminhada ainda hoje ao governador Ricardo Coutinho solicitando estudo para a implantação do TCM na Paraíba”, disse.

O presidente acredita que a PEC sobre o TCM será votada ainda nesta legislatura, agora só resta aguardar o posicionamento do Poder Executivo.

Ele espera que a matéria chegue ainda esta semana ao Poder Legislativo.

“A PEC tem um trâmite específico e deverá ser analisada em torno de 25 dias para a sua conclusão. Eu acredito que a instalação efetiva aconteça em 2016 porque terá um tempo para se trabalhar, para se adequar e conseguir as instalações para somente então funcione em prol de uma Paraíba melhor e mais justa para todos”, destacou.

FONTE: Da Redação de João Pessoa

Compartilhar

Enquete

Você é CONTRA ou A FAVOR de encerrar a quarentena do COVID-19?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp