Paciente é chamada pelo SUS para consulta 11 anos após ter morrido

Uma família de Alvorada, na Região Metropolitana de Porto Alegre (RS), foi surpreendida com uma carta chamando para uma consulta no Sistema Único de Saúde (SUS). O detalhe é que a paciente em questão faleceu há mais de 11 anos, em 2004. Ela estava na fila de espera por um reumatologista.

A carta chegou no endereço da família no dia 16 de dezembro de 2015 convocando Zila Bueno da Silva para comparecimento na Central de Marcação de Consultas até esta terça-feira (5), para resolver “assuntos de seu interesse”. O comunicado também pedia para levar o comprovante de encaminhamento da consulta.

Segundo a filha, Erli Almeida, Zila faleceu com 68 anos no município de Sapiranga devido a complicações causadas por uma pancreatite. Ela passou por cirurgias de emergência, que não foram suficientes. A família relatou que Zila reclamava constantemente sobre dores no estômago e por isso buscou atendimento médico.

“Fiquei chateada, porque uma coisa assim eu jamais esperava que fosse vir, porque foi onze anos depois que ela faleceu”, diz a filha de Zilá, Erni Almeida. “Isso que eu acho engraçado, porque se a gente está devendo na prefeitura eles te acham. Pelo teu CPF, qualquer coisa. Mas quando é para um médico, uma coisa, eles não acham. Volta tudo à lembrança. De repente ela podia ter mais atenção dos médicos, da saúde”, completou.

sus

Por meio de nota, a prefeitura de Alvorada disse que está entrando em contato com pacientes que ficaram de fora do cadastro informatizado, implantado em 2011. Por esse motivo, segundo a prefeitura, podem ocorrer casos de pessoas já mortas receberem notificação.

Fonte: G1 e RDGaúcha

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp