Para receber débito de R$ 60 milhões, Cagepa vai cortar a água da Prefeitura de Campina Grande

Prefeito de Campina Grande Romero Rodrigues.

A Prefeitura de Campina Grande tem até quinta-feira (28) para liquidar seu débito junto à Companhia de Água e Esgoto da Paraíba ou terá o abastecimento suspenso até que o valor de R$ 60 milhões seja efetuado. O novo prazo para que o prefeito Romero Rodrigues (PSDB) negocie as contas em atraso foi concedido pela presidente da Cagepa.

De acordo com o presidente da companhia Marcos Vinicius Fernandes Neves, desde fevereiro que a Prefeitura de Campina Grande foi notificada sobre o risco no corte no fornecimento de água por falta de pagamento, mas até hoje não se manifestou sobre o problema que se arrasta há alguns anos. “Campina não deu nem satisfação. Isso nos faz tomar medidas extremas. E depois do corte, vamos fazer inserção no CADIM, que impede que essas prefeituras possam receber recursos federais”,  garante.

Ainda segundo o presidente da Cagepa, tem sido feito esforços para negociar a dívida da Prefeitura. “Até mandar entregar em mãos o nosso recibo, já fiz”, revelou Vinicius.

Segundo o presidente da Cagepa, “Já liguei para o secretário André Agra, que faz parte do conselho de administração da Cagepa lá de Campina, e nada. Nós não queremos impor nada. Queremos apenas receber o que é devido à companhia”.

A Cagepa informou que a interrupção no fornecimento de água não vai atingir todos os serviços da Prefeitura de Campina Grande. “As creches, hospitais e outros serviços essenciais serão preservados”, informou Vinicius.

O prédio onde funciona o gabinete do prefeito Romero deve ter a água cortada

A política para reequilibrar as finanças da Companhia de Abastecimento de Água também vai atingir todos os municípios da Paraíba em débito com a autarquia. As prefeituras de Monteiro, Gurjão e Juarez Távora, por exemplo, já tiveram o fornecimento suspenso.

Já as prefeituras de Cacimba de Dentro, Sumé, Mulungu e Sousa estão sendo notificadas.

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp