Paraíba chega a R$ 822,5 mil em fraudes bloqueadas no seguro-desemprego

Com uso do Sistema Antifraude, o Ministério do Trabalho (MTb) evitou o pagamento de 145 benefícios fraudados na Paraíba, desde dezembro de 2016. Até abril de 2018, as fraudes bloqueadas chegaram a R$ 822,5 mil.

“Esses recursos devem ser pagos aos trabalhadores num momento de dificuldade, que é o desemprego. Mas criminosos estavam desviando o dinheiro na Paraíba. Com o Antifraude, foi possível bloquear essas fraudes e evitar o gasto irregular”, afirmou o ministro do Trabalho, Helton Yomura.

A maioria dos casos foi registrada em João Pessoa, com 95 fraudes bloqueadas, totalizando um valor de R$ 540,7 mil. Depois, destacaram-se Catolé do Rocha, com 13 casos e fraudes de R$ 79 mil. E em Santa Rita teve 9 requerimentos bloqueados, chegando a quase R$ 63 mil.

As fraudes bloqueadas na Paraíba foram principalmente na modalidade Emprego Formal, com os casos que atingiram mais de R$ 800 mil. Outras duas ocorrências foram registradas em requerimentos a pescadores, totalizando quase R$ 7,5 mil.

Nacional – Em todo o Brasil, o sistema de Detecção e Prevenção à Fraude no Seguro-Desemprego (Antifraude) implantado pelo MTb em dezembro de 2016 já proporcionou uma economia de quase R$ 1 bilhão aos cofres públicos até abril de 2018. Com quase 62 mil requerimentos bloqueados nesse período, o Antifraude chega perto de R$ 313,7 milhões em fraudes bloqueadas em todo o Brasil. “Esses recursos seriam levados por quadrilhas organizadas que, ao longo do tempo, fraudaram e roubaram o dinheiro dos cofres públicos, mas agora elas estão sendo identificadas e interceptadas, com o uso da tecnologia de ponta”, afirma Helton Yomura.

Redação PB Debate

Veja também: Lideranças do Sertão, Cariri e Curimataú se unem para indicar de vice de João Azevedo

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp