Pavimentação de rua no Catolé está paralisada há quase dois anos

A realidade de muitas ruas de Campina Grande que estão calçadas no papel, mas na prática continuam sem qualquer trabalho ou com obras executadas pela metade é vivenciada pelos moradores da Rua Fernando Barbosa de Melo, no bairro do Catolé.  Com processo de licitação realizado em 2011, somente três anos depois, os serviços começaram a ser feitos, mas mesmo assim foram paralisados, por suposta falta de pagamento.

Dos 515 metros da rua, menos da metade foi concluído. O prazo de execução de 180 dias, o que previa o término do serviço no mês de setembro. Os moradores não obtiveram qualquer explicação e ficaram sabendo de forma extraoficial que a empresa responsável pela execução das obras de pavimentação e esgotamento teria ficado sem receber o pagamento da Prefeitura de Campina Grande.

Nas placas que estavam no local anteriormente, nas quais constava o orçamento da obra, as ruas Fernando Barbosa de Melo e Severino Candido Fernando possuíam orçamento superior a R$ 2 milhões.  Em uma observação no Google Maps é possível observar que as duas ruas demandariam juntas, apenas 12 mil metros quadrados de pavimentação.

Com a paralisação das obras, os moradores ficaram revoltados e alguns questionam inclusive o valor do serviço, considerando que numa obra de 50 metros realizada recentemente em um campus da UFCG no interior do Estado, a obra custou em torno de R$ 240 mil. “Óbvio que tem de levar em consideração outras variantes, como terraplanagem, cama de areia, utilização de máquinas pesadas, mas mesmo assim um custo superior a R$ 2 mi é muito vultuoso”, disse o morador João Gomes.

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp