Pedro Cunha Lima explica licença parlamentar para terminar mestrado em Portugal

O deputado federal, Pedro Cunha Lima (PSDB), deve se licenciar do mandato parlamentar para concluir o mestrado em Direito Constitucional pela Universidade de Coimbra, em Portugal. O deputado esclareceu que sua licença será sem remuneração, ou seja, sem nenhum ônus para a Câmara dos Deputados. A definição da data para a licença está dependendo da definição da sua orientadora, a doutora Suzana Tavares.

“Vou tirar essa licença sem vencimento para que eu conclua o curso e me qualifique melhor. Estou aguardando a manifestação da minha orientadora, doutora Suzana Tavares, da Universidade de Coimbra, para que possamos apresentar esse pedido na Câmara”, destacou o deputado.

Pedro disse ainda que, caso dê certo a licença, vai concluir o mestrado de forma tranquila na certeza de que o deputado Marcondes Gadelha (PSC) conduzirá a vaga, que na verdade é do povo da Paraíba, de forma brilhante. “O deputado Marcondes Gadelha com todo o seu talento e experiência irá representar à altura a Paraíba. Sua capacidade é inquestionável.”, afirmou.

De acordo com o deputado, é importante a conclusão do mestrado em Ciências Jurídico-Políticas com menção em Direito Constitucional para que possa se qualificar melhor e atender as exigências do povo paraibano que a cada dia estão mais altas. “E, no meu retorno, estarei com uma formação mais capacitada e com a aptidão de atender as exigências que a população tem para com todo político”, disse.

O deputado votou favoravelmente à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 395/14, que permite às universidades públicas cobrarem por cursos de pós-graduação lato sensu, extensões e mestrado profissional.

Filho do senador Cássio Cunha Lima (PSDB), Pedro Cunha Lima de 27 anos, está no seu primeiro mandato.

Na Paraíba apenas dois deputados votaram favoráveis a (PEC) 395/14: Pedro Cunha Lima (PSDB) e Aguinaldo Ribeiro (PP).

Marcondes é presidente do PSC na Paraíba e foi um dos primeiros líderes políticos a anunciar apoio à candidatura do senador Cássio O suplente de deputado Marcondes Gadelha (PSC) pode ingressar na Câmara Federal com a licença de Pedro Cunha Lima (PSDB). Conforme publicado na página virtual da Revista Istoé, na manhã de hoje, Pedro deve tirar licença para realizar atividades do mestrado em Direito, na Universidade de Coimbra, em Portugal.

Redação

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp