PMDB começa a pressão sobre presidente da Câmara

O deputado Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) disse que uma pessoa como Eduardo Cunha (PMDB-RJ) não pode presidir a Câmara Federal e “muito menos” um processo de impeachment.

Ele rebateu o argumento de que Cunha é fundamental para um processo de afastamento da presidente Dilma Rousseff, destaca o jornal O Globo.

“Ele não é fundamental, ele só atrapalha. Impeachment vem mais cedo ou mais tarde (…) Ou sai pela renúncia ou sai pelo impeachment. E Cunha tem que sair antes dela”, afirmou Jarbas.

*fonte: oglobo

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp