Pocinhos: professores realizam ato público em frente à prefeitura reivindicando melhorias salariais

Professores em frente à prefeitura.

Professores da rede pública de Pocinhos se reuniram na manhã desta quarta-feira (17), em frente à prefeitura municipal, centro da cidade, para reivindicar melhorias salariais.

O ato público, de acordo com os organizadores, tem a finalidade de sensibilizar o prefeito, Cláudio Chaves (PDT), com relação aos planos de cargos e carreiras do magistério

A categoria reivindica melhores condições salariais

De acordo com Cilene Sales, diretora do Sintab, Pocinhos é o único município paraibano que reduziu de forma significativa seus percentuais, com relação aos planos de carreira para o magistério.

“Nos últimos anos o plano de cargo e carreira diminuiu de forma significativa em Pocinhos. Hoje, passamos cinco anos trabalhando para um percentual de apenas 1,5%”.

Ainda de acordo com Cilene Sales, a categoria reivindica 3% a cada três anos e estão abertos ao diálogo.

“A categoria reivindica 3 % a cada três anos e 5% a cada cinco anos, no entanto, nenhum representante da secretaria de educação de Pocinhos apresentou uma proposta”, relatou.

Os professores ainda decidiram diminuir o expediente, até que a situação seja resolvida pelo poder municipal. Ficou decidido, em assembleia, na última terça (16), que a carga horaria será diminuída em 50%. Cerca de 1,6 mil alunos serão prejudicados.

12746303_1539833243013669_566486140_n
Sóstenes Murilo (PSB), Presidente da Câmara de Pocinhos.

O presidente da câmara de Pocinhos, Sóstenes Murilo (PSB), disse que tomará todas as medidas possíveis para que os direitos dos professores sejam garantidos, no entanto, lamentou a omissão do prefeito.

“O prefeito não apresentou nenhum projeto na câmara para debatermos esse assunto. Iremos tomar todas as medidas para que os direitos do magistério sejam garantidos, assim como assegura a lei”, disse.

A secretária de educação, Silvana Leal, não se manifestou.

Da redação.

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp