Polícia vai pedir arquivamento de caso Ana Hickmann e diz que cunhado agiu em legítima defesa

Rodrigo Augusto de Pádua invadiu um hotel e atirou contra a apresentadora (Foto: Divulgação)

Na segunda-feira (20), a Polícia Civil de Minas Gerais vai pedir o arquivamento do caso que investiga a tentativa de assassinato à apresentadora Ana Hickmann em um hotel de Belo Horizonte, no dia 21 de maio.

Segundo o Estadão, o delegado responsável pelo caso diz que o cunhado de Ana, Gustavo Bello, agiu em legítima defesa ao matar o fã Rodrigo de Pádua, que invadiu o quarto em que eles estavam. Ao contrário do informado inicialmente, Gustavo disparou três tiros na nuca de Rodrigo, e não dois.

Conforme dados disponibilizados pela investigação, Rodrigo possuía um pen drive com 10.480 fotos de Ana e textos de conteúdo sexual ou amoroso.

No dia do incidente, Rodrigo ainda teria pesquisado sobre detector de metais no hotel Caesar Business e informações sobre munições para revólveres calibres 38 e 22. Ainda não se sabe onde ele adquiriu a arma com numeração raspada.

Relembre o caso

Ana Hickmann passou por momentos de tensão em 21 de maio. A apresentadora sofreu uma tentativa de assassinato no hotel em que estava hospedada, em Belo Horizonte. Rodrigo Augusto de Pádua, de 30 anos, invadiu o local e atirou contra a apresentadora. Os tiros acertaram a cunhada de Ana, Giovanna, que foi levada para o hospital. Na confusão, o marido da vítima desarmou o suposto fã e atirou contra o jovem, que morreu no local.

Após render o cunhado de Ana Hickmann no corredor do hotel, ele ordenou que a apresentadora, o cunhado dela, Alexandre, e a cunhada, Giovana, ficassem sentados, de costas para ele. Ele começou a ofender e ameaçar os três. Ele também dizia “palavras desconexas e sem sentido”, conforme contou Gustavo depois.

Em seguida, ele efetuou dois disparos. Ana não foi atingida, pois caiu no colo da cunhada bem no momento dos disparos. Os tiros atingiram Giovanna Oliveira no abdômen e na altura do braço.

Após ter alta do hospital, Giovana Oliveira, cunhada de Ana Hickmann, iniciou a recuperação em casa. Neste período, ela, que tomou um tiro na perna, vai contar com a ajuda de uma bengala para se locomover.

Para garantir o sucesso da recuperação, Giovana, que ainda está com os pontos das cirurgias, vai ter uma alimentação leve e fazer sessões diárias de fisioterapia.

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp