Prefeitura de João Pessoa nega presença do SAMU em evento com Dilma Rousseff

Apesar da expectativa de um grande público na Audiência Pública com a presidente afastada Dilma Rousseff na tarde desta quarta-feira (15), não haverá ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) no local.

A deputada estadual Estela Bezerra (PSB) denunciou na madrugada desta quarta em suas redes sociais que a Prefeitura de João Pessoa negou a presença de ambulâncias do SAMU no evento organizado pela Assembleia Legislativa da Paraíba. De acordo com a postagem, a Prefeitura de João Pessoa negou a assistência do SAMU para dar suporte à Audiência Pública.

Em eventos com grande aglomeração de pessoas, a presença de ambulâncias do SAMU torna-se necessária para assistência médica de urgência aos presentes. Em João Pessoa, o SAMU é administrado pela prefeitura, que decide se irá disponibilizar os veículos.

Preocupada com a situação, a deputada teceu críticas ao prefeito Luciano Cartaxo (PSD) e considera que ele “nega não só à presidenta, mas aos paraibanos a cobertura do socorro médico que deve ser garantida em ocasiões nas quais se reúnam grandes aglomerados humanos”. Ela também lembra que o prefeito omitiu o financiamento feito pelo Governo Federal nas obras da Lagoa quando apagou o nome de Dilma da placa de inauguração.

Apesar da negativa, Estela ainda mantém a expectativa de que o prefeito volte atrás em sua decisão e determine a presença de ambulâncias do SAMU no evento.

A Audiência Pública com a presença da presidente afastada Dilma Rousseff (PT) acontece a partir das 15h no Espaço Cultural, em João Pessoa. A expectativa da organização é de que mais dez mil pessoas compareçam à audiência, quantidade que demanda uma preocupação maior em relação aos cuidados com segurança e saúde.

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp