Presidente do Campinense é condenado a pagar indenização por danos morais

A movimentação do futebol não acontece apenas nas quatro linhas. Nos bastidores, o ‘espetáculo’ muitas vezes vai parar nos meios judiciais. No futebol campinense, um caso não muito recente, voltou a chamar a atenção com sentença publicada no último dia 15.03.2017. O atual presidente do Campinense Clube, Willian Simões Nilo, foi condenado a pagar uma importância de R$ 10.000,00 (Dez Mil Reais) por danos morais ao ex-presidente do clube, Rômulo Leal. A ação foi movida na 10ª Vara Cível da Comarca de Campina Grande através do Juiz Substituto, Hugo Gomez Zaher. Essa não é a única ação judicial que envolve as partes. Outro processo já havia sido movido e com sentença sendo cumprida na esfera criminal.

Entenda o Caso

De acordo com informações que constam no processo, o presidente do Campinense Clube, empresário José William Simões Nilo, em uma reunião do Conselho Deliberativo do clube, no dia 24/02/11, dirigiu-se aos conselheiros para dizer que o ex-presidente Rômulo Leal, teria feito, em sua gestão, um contrato com uma empresa de marketing esportivo com a finalidade de obter vantagem própria, ainda afirmando que Rômulo Leal seria desonesto.

Sabendo da acusação, Rômulo Leal moveu uma Ação Penal/ Queixa-Crime contra William Simões, através do advogado criminalista Sheyner Asfora. Todos os conselheiros que estavam na reunião foram ouvidos na delegacia de policia, tendo posteriormente sido processada a ação penal, perante a 5ª vara criminal da comarca de C.Grande. William Simões firmou um termo de suspensão condicional do processo tendo ficado proibido de frequentar bares e estabelecimentos similares; proibido de ausentar-se da comarca onde reside por mais de 15 (quinze) dias sem autorização do juiz; teve que comparecer mensalmente perante o juízo, durante o prazo estabelecido pela justiça.

NOVO PROCESSO

Rômulo Leal também moveu Ação de indenização pelos danos morais, junto à 10ª Vara Cível local. Nesta ação, que teve a sentença publicada esta semana, o presidente do Campinense foi condenado a pagar uma importância de R$ 10.000,00 (Dez Mil Reais) a título de danos morais, mais as custas e honorários de advogado na ordem de 20%.

A redação do Paraíba Todo Dia procurou as partes. Rômulo Leal afirmou que se fez justiça. Quanto à indenização, ele disse que todo valor que lhe couber será destinado a instituições de caridade.

“Abro mão dos R$10 mil. Eu não quero o dinheiro dele. Apenas que ele faça o ressarcimento para fins sociais”, disse Rômulo ao juiz durante audiência.

Quanto ao Srº William Simões, a equipe de reportagem do Paraíba Todo Dia tentou entrar em contato ele através de ligações e redes sociais, mas ele não deu resposta.

Paraíba Todo Dia

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp