Presidente do Solidariedade e vereadores de CG articulam filiação em massa ao partido

Está em curso a ‘debandada’ da maior bancada existente na Câmara Municipal de Campina Grande: a do Partido Social Democrata Cristão (PSDC). Participam da articulação os vereadores Saulo Noronha (presidente do Solidariedade), Márcio Melo, Renan Maracajá e Rui da Ceasa. Os suplentes também deverão acompanhar os titulares.

Esse grupo avança nas conversações com o deputado federal Benjamin Maranhão (foto), presidente do Solidariedade na Paraíba, visando comandar do SD na cidade.

Os dissidentes do PSDC reclamam da postura do presidente estadual do partido, o vereador de João Pessoa, João Corujinha, que estaria subtraindo a autonomia da direção municipal, exercida pelo filiado Ronaldo Menezes.

Essa “tarrafa” que o SD jogou em Campina também negocia com os vereadores Joia Germano e Nelson Gomes Filho (ambos filiados ao PSDB e afastados da Câmara, ocupando secretarias na PMCG), como também o deputado Guilherme Almeida (atualmente filia ao PSC, que quer tentar a deputação federal), ex-deputado Robson Dutra e o ex-prefeito Félix Araújo (igualmente sonhando com um mandato deputado em Brasília).

“É um núcleo muito forte e muito organizado. O projeto é chapa própria para deputado estadual”, enfatizou Benjamin em entrevista a uma rádio de cidade. O dirigente do SD relatou que nas conversações está sendo discutido ‘fechar o grupo’ acima referido. Ou seja, após essas adesões em bloco, quem desejasse entrar no SD e disputar as eleições do ano que vem, teria que obedecer alguns critérios e ser aceito pelos que já estivessem filiados.

*fonte: coluna Aparte, com o jornalista Arimatéa Souza

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp