Presidente eleito, João Alves, diz que vai trabalhar para unificar TJPB e dar celeridade a processos

O desembargador João Alves da Silva, eleito nesta quarta-feira (16), novo presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba, comentou em entrevista ao Sistema Arapuan de Comunicação que objetiva unificar o TJPB e dar mais celeridade aos processos. Ele também prometeu fazer o possível para conceder os 10% de aumento demandados pelos servidores do Tribunal.

Para João Alves a eleição ocorreu com tranqüilidade e responsabilidade e que a partir de agora ele é presidente de um grupo, minimizando os boatos de que haveriam dois grupos na Instituição. “Se houvesse, seriam apenas dois candidatos, mas havia sete. Isso desmistificou, me sinto feliz”, disse.

“Tenho propósito de trabalhar para unificar o Tribunal de Justiça, todos vão receber meu apoio incondicional. As divergências acabaram e a partir de agora é trabalhar para que o judiciário seja o maior beneficiário da administração”, disse lembrando que existem muitos processos a serem julgados, apesar de, segundo ele, os ex-presidentes Fátima Bezerra e Marcos Cavalcante tenham feito tudo para que o volume fosse diminuído.

Para o presidente eleito, o TJ precisa encontrar soluções para as dificuldades, exemplificando que existem processos de anos atrás para sentença. “É isso que vamos corrigir a partir de fevereiro”, disse lembrando que apesar de os recursos serem poucos, cabe ao TJ ser coeso e encontrar a solução.

Reajuste dos servidores – João Alves afirmou que fará o possível para conceder o reajuste aos servidores, porém afirmou que ainda não tem conhecimento se pode ou não dar esse aumento. “Não me assenhorei dos dados, só a partir de agora que vai haver a transição”, disse.

Previsão de concursos  – O desembargador afirmou que o Tribunal conseguiu nomear 30 juízes do último concurso realizado, porém ainda faltam 40 que não foram chamados por falta de dinheiro. Ele lembrou que a falta de celeridade não é feita por atrasos dos juízes e destacou que a Paraíba tem a taxa de congestionamento muito pequena e que o maior número de processos se concentram no primeiro grau.

Redação com Adelton Alves

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp