Presidente Municipal do PSB defende nome de Ana Cláudia Vital do Rego a vice de Adriano

Em entrevista na Rádio Panorâmica desta quarta-feira, o presidente municipal do PSB, Thompson Mariz, disse que a pré-candidatura de Adriano Galdino é  melhor opção para a oposição na disputa pela Prefeitura de Campina Grande.  De acordo com ele, este não é o momento do deputado federal Veneziano Vital do Rego ser candidato a prefeito, já que exerceu o mandato por duas oportunidades e recentemente.  “Como presidente comissão provisória eu reforço uma chamada  a superintendente da Funansa, Ana Cláudia Vital do Rego, para uma composição como vice de Adriano.  “O deputado federal enobrece o parlamento brasileiro representando a Paraíba e está talhado a alçar outros voos e neste momento, não o da Prefeitura de Campina Grande.”

Na atual conjuntura, Thompson Mariz explicou que em prol de um novo projeto de governo, o peemedebista poderia reforçar a candidatura de Adriano Galdino, o que poderia ocorrer também com a o nome da sua esposa, Ana Cláudia Vital do Rego, na majoritária como vice do socialista. “A  determinação é de candidatura própria nas principais cidades onde isto for possível e em Campina Grande a vontade de encarar esse desafio com o deputado Adriano Galdino para apresentar um novo modelo, uma nova forma de gestão com esse guerreiro, saindo da zona de conforto da presidência da Assembleia Legislativa, para encarar mais um desafio na sua vida que é enfrentar uma batalha hercúlea aqui em Campina Grande que eu tenho certeza de que ele haverá de vencer com a vontade do povo

De acordo com o presidente municipal, o arco de alianças que hoje participa da base de governo do PSB será  acionada. “Evidentemente que outros também serão contatados.  Eu encaro como bem-vindos os companheiros do PC do B, PDT, entre outros partidos que serão chamados para formar esse arco de alianças para termos tempo de tevê para apresentar um programa de governo consistente para Campina Grande”.

Thompson Mariz finalizou que o partido não vai expulsar filiado e que todo cidadão tem direito a uma opção política, mas que é inadmissível que haja um filiado dentro do partido apoiando outra candidatura.  “Vamos conversar com os filiados porque não seria correto um filiado se manter no partido fazendo campanha para outro candidato”, disse.

Por Fernanda Souza

 

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp