Professores paralisam atividades reivindicando reajuste salarial em Soledade

Os professores da rede municipal de ensino, decidiram manter suspensas as atividades a partir desta quarta-feira (ontem, 02) até a próxima segunda-feira (07). Os educadores reivindicam o repasse do reajuste anual referente à lei do piso salarial dos professores, que este ano corresponde a um aumento de 6,81%.

De acordo com o secretário geral do Sindicato dos Trabalhadores Municipais
do Agreste e da Borborema (Sintab), Bruno Rodrigues, o reajuste deveria ter sido repassado desde janeiro.

No mês de fevereiro, a categoria esteve presente em uma reunião com o setor de contabilidade da Prefeitura de Soledade e o prefeito, Geraldo Moura Ramos (PP), mas nada foi resolvido e, na última sexta-feira (27), os servidores da educação voltaram a se reunir com o gestor e novamente, nenhuma proposta de reajuste foi apresentada.

Ainda de acordo com o secretário, a decisão de paralisar as atividades ocorreu depois de muita discussão com a categoria. “Realizamos uma assembleia há 15 dias e decidimos pelo seguinte: se a prefeitura não nos apresentasse nenhuma proposta concreta com relação ao reajuste da lei do piso, nós iríamos paralisar as atividades. Não é uma greve, é uma paralisação de quatro dias”, destaca.

Além da reivindicação pelo repasse do reajuste tal qual a lei determina, os servidores da educação também lutam por melhores condições de trabalho. “Principalmente no que diz respeito a estrutura das escolas. Tem professor que para conseguir trabalhar estão retirando do próprio bolso porque as escolas não oferecem material”.

Bruno pontua que, como até o presente momento a prefeitura não apresentou nenhuma proposta, a categoria decidiu pela paralisação. “Há um indicativo de greve sim. Na próxima sexta-feira (04) haverá uma nova reunião com a gestão e se a resposta não for satisfatória, haverá mais uma assembleia para decidir quais serão os próximos encaminhamentos”, finaliza.

Redação com informações do Vitrine do Cariri

Veja também:

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp