PUXINANÃ: Justiça aplica multa em coligação de Drª Mara por má fé

305
A candidata a reeleição não vêm obedecendo às medidas sanitárias nas produções dos eventos políticos, promovendo aglomerações de pessoas. (Foto: reprodução)

A coligação de Drª Mara, candidata a prefeita de Puxinanã, continua sofrendo derrotas, mesmo após o resultado da eleição, com a reeleição do prefeito Felipe Coutinho. Desta vez, ela teve uma representação que havia sido movida por suposta propaganda irregular durante a campanha, julgada improcedente e ainda recebeu uma multa pela acusação “irresponsável”.

De acordo com o advogado da coligação vitoriosa, Aroldo Dantas, a candidata havia ajuizado uma representação por suposta propaganda irregular contra Felipe e Gisele e a justiça na época, chegou a conceder uma liminar mandando que a coligação se abstivesse de usar e recolhesse o material. “Fomos notificados e apresentamos a defesa robusta e diante das provas, a juiza imediatamente revogou a liminar e abriu vista ao Ministério Público e tanto o parecer do MP quanto a decisão da justiça julgou improcedente e irresponsáveis as acusações feitas pela coligação”.

De acordo com o advogado, a Justiça ainda condenou a coligação da Drª Mara por litigância de má fé ao pagamento de três salários mínimos.

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp