Quatro Aijes pedem cassação de prefeito de Pocinhos

Quatro Ações de Investigação Eleitoral (Aijes) foram impetradas nesta terça-feira (29) no Cartório e Eleitoral de Pocinhos, pedindo a cassação do prefeito Claudio Chaves Costa.  As acusações são referentes a compra de votos, contratações irregulares, ajuda  de custo e concessões ilegais de benefícios sociais. Caso sejam as denúncias comprovadas, o gestor pode perder o mandato.

img_5188

De acordo com o advogado Geomarques Figueiredo Júnior trata-se de ações de fatos gravíssimos. “O resultado destas ações poderá afetar o pleito eleitoral e levar à cassação de mandato do prefeito eleito.  Com relação ao fato em si temos uma ação sobre captação ilícita de sufrágios e mais três que versam sobre benefícios concedidos ilegalmente no período eleitoral, a exemplo do Bolsa-Família,  gratificações, horas extras e ajuda de custo para servidores de forma ilegal.

img_5190

Na Aije que denuncia ajuda de custos, a ação apresenta relação dos gastos do período, dentre outras informações. “Observa-se que houve aumento das ajudas, sobretudo no último mês antes da eleição”, conforme descrito no documento.

“O prefeito foi reeleito com 5.537 votos, 73 a mais do que sua adversária, diferença que mostra a utilização do erário público local, através das mais de 100 famílias diretamente beneficiadas, dentre outros aspectos”, disse o advogado.

Tentamos falar com o prefeito de Pocinhos, Claudio Chaves, mas até o momento não obtivemos contato.

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp