Rangel Junior é reeleito para o cargo de reitor da UEPB com 60,69% dos votos

A Chapa 2 “Todos pela UEPB”, composta pelos professores Rangel Junior e Flávio Romero, venceu a consulta prévia para escolha do reitor e vice-reitor da Universidade Estadual da Paraíba para o período 2017/2020. A apuração dos votos aconteceu logo após o fim da votação, que ocorreu nesta terça-feira (17) e só terminou após a meia-noite. Foram computados 2.447 votos para Rangel Junior, sendo 1.535 votos de alunos, 426 de técnicos administrativos e 486 de professores, o que representa 60,69% dos votos válidos entre todas as categorias.

O resultado homologado do pleito será encaminhado para o Conselho Universitário (Consuni) e o Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe) que, em reunião conjunta, irão escolher os nomes que comporão a lista tríplice a ser encaminhada ao governador, para posterior nomeação. Cabe ao governador Ricardo Coutinho escolher o novo reitor. O mandato do reitor e vice-reitor eleitos será iniciado no dia 13 de dezembro deste ano.

Por categoria, a Chapa 2 “Todos pela UEPB” obteve 77,39% dos votos válidos de docentes; 75,67% dos votos válidos de técnicos administrativos; e 40,93% dos votos válidos dos estudantes. Foram registrados 149 votos em branco e 93 votos nulos. O segundo lugar ficou com a Chapa 1 “UEPB feita com você”, composta pelos professores Carlos Enrique Ruiz e Railda Fernandes, que obteve 33,92% dos votos válidos entre todas as categorias, sendo 22,61% entre docentes; 24,33% entre técnicos e 59,07% entre estudantes.

A votação aconteceu durante toda a terça-feira (17), nos oito câmpus da instituição. A ata com os percentuais finais de cada chapa, levando em consideração apenas os votos válidos (eliminando os votos nulos), será divulgada oficialmente na quinta-feira (19), pela Comissão Eleitoral responsável pelo pleito.

O pleito, segundo a Comissão Eleitoral, foi tranquilo. Para o professor Fábio Araújo, presidente da Comissão Eleitoral, a comunidade universitária exerceu de forma exemplar seu direito ao voto, demonstrando compromisso com a responsabilidade de escolher quem vai gerir a universidade pelos próximos quatro anos.

Vencedor da disputa, após o encerramento da apuração, Rangel Junior comemorou com sua militância e disse que o resultado das urnas representava a união de forças em prol da UEPB.

“Nesta campanha pudemos dialogar com as mais diversas correntes que compõem a Universidade e nos unirmos dentro de uma proposta maior, que é buscar e trabalhar pelo melhor para a UEPB, para que ela se consolide cada vez mais e possa efetivamente estar cada vez mais presente na sociedade, transformando realidades e fazendo a Paraíba crescer”, disse Rangel.

Ele afirma que a vitória tem o propósito de fazer a UEPB forte. “Por maiores que fossem as diferenças havia em cada um o desejo único de trabalhar para e pela a Universidade Estadual da Paraíba, que está acima de qualquer projeto pessoal, porque se trata de um patrimônio do povo paraibano, que deve ser preservado e administrado com responsabilidade e compromisso”, afirmou.

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp