RC é destaque na mídia nacional ao comentar dilema no PSB: “O partido passa por uma crise de rumo”

Imagem: divulgação

O governador Ricardo Coutinho (PSB) voltou a ser destaque nacional neste domingo (27). O jornal ‘O Estado de S.Paulo’ repercutiu as declarações do chefe do executivo estadual sobre o posicionamento do PSB em relação ao impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT).

Contrário ao afastamento da petista, o socialista reconheceu que o PSB vive hoje um dilema. “O PSB, como os demais partidos do Brasil, passa por uma crise de rumo”, afirmou o governador da Paraíba.

Coutinho também criticou a estratégia da oposição na Câmara, sobretudo do PSDB, ao longo de 2015. “A oposição não construiu um norte. A população não reconhece a devida legitimidade na oposição”, declarou.

O ‘Estadão’ abordou na matéria a divisão interna do PSB que ainda não se definiu em relação ao impeachment. O partido conta com uma bancada de 36 deputados federais.

Enquanto a bancada na Câmara apoia majoritariamente a petição de impedimento assinada pelos juristas Miguel Reale Jr. e Hélio Bicudo, a maioria dos governadores, senadores e dirigentes da legenda que atuam em movimentos sociais se posiciona contra a medida.

Mesmo sem uma liderança nacional, líderes do PSB afirmam que a legenda não quer mais ser linha auxiliar porque hoje o partido busca protagonismo como terceira via à polarização entre PT e PSDB.

Diante do impasse sobre o afastamento de Dilma, o presidente do PSB, Carlos Siqueira, costurou um acordo pelo qual a palavra final sobre o impeachment será da direção nacional executiva do partido, que está dividida ao meio. “O debate está em suspenso. Fechamos o ano sem uma definição clara. Há uma certa simpatia na Câmara, mas no Senado (o impeachment) encontra resistência”, avaliou Siqueira.

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp