Rennan e Júlio César vão devolver mais de R$ 90 mil

A 2ª Câmara do Tribunal de Contas do Estado imputou um débito de R$ 91,5 mil ao ex-tesoureiro da Prefeitura de Campina Grande, Rennan Trajano Farias e ao ex-secretário de Finanças, Júlio César Câmara Cabral “em razão da duplicidade de documento não comprovado, assinando-lhe o prazo de 30 dias, para o recolhimento voluntário ao Tesouro do Município de Campina Grande, sob pena de cobrança executiva”. A decisão será publicada no Diário Eletrônico da próxima segunda-feira, 25.

O relator do processo foi o conselheiro André Carlo Torres que votou pela procedência da denúncia de que, em 2012, houve “irregularidade no pagamento do empenho 4239/2012, cuja parte da quitação não fora efetivamente creditada na conta do credor”.

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp