AACD não corre risco de fechamento e Governo do Estado não cortou convênio com entidade

G1

Em entrevista hoje pela manhã em uma das rádios da cidade, o pré-candidato a prefeito de Campina, deputado Adriano Galdino desmentiu o festival de boataria que estava sendo espalhado na cidade sobre uma possível suspensão de convênio do governo do Estado com a Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD). Ao tomar conhecimento das informações, ele entrou em contato com a secretária executiva de Saúde do Estado, Maura Sobreira que explicou que o convênio nunca foi rompido e está apenas em processo de renovação.

De acordo com o presidente da Assembleia Legislativa, Adriano Galdino, a secretária disse que há dois meses de repasse em atraso e já solicitou a renovação do convênio referente ano ano de 2016 com a entidade, mas que o Estado vem resolvendo a situação, e que jamais suspenderia o convênio.

Adriano Galdino lamentou a postura de alguns agentes públicos, que aproveitando-se do momento pré-eleitoral tentam distorcer os fatos em beneficio próprio. “É triste ver que pessoas ditas sérias tentem se aproveitar de um fato para promover um festival de boatos. Houve um atraso, mas jamais uma intenção de suspender o repasse”, disse.

A própria AACD negou a iminência de fechar as portas como vinha sendo divulgado por alguns veículos. “A AACD,  Instituição privada, sem fins lucrativos e que tem a missão de promover a prevenção, habilitação e reabilitação de pessoas, crianças a adultos, com deficiência física, informa que a unidade de Campina Grande segue operando normalmente”.

E segue: “A instituição e a Prefeitura de Campina Grande negociam uma solução para garantir a manutenção dos tratamentos. As conversas seguem adiantadas e a expectativa é que a transição para um novo modelo, inédito no Brasil, deve ser consolidado em breve, sem interrupção nos atendimentos.”

ipsem

 

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp