Romero anuncia que não tem dinheiro para pagar 13º mas gastou R$ 30 mi com apadrinhados

Prefeito de Campina Grande Romero Rodrigues.

Alegando falta de recursos, o prefeito Romero Rodrigues (PSDB), anunciou ontem em emissoras de Rádio de Campina Grande, que não terá condições de pagar o 13º salário aos servidores. Entretanto, o tucano gastou mais de 30 milhões com apadrinhados políticos. Alem do mais, a PMCG deve receber um recurso extra do Estado para quitar os débitos de final de ano.

Os 223 prefeitos da Paraíba não têm desculpa para não pagar o 13º salário dos servidores públicos ou atualizar os vencimentos atrasados. O governo federal vai repassar, no dia 10 de dezembro, às prefeituras mais de R$ 115 milhões, o que representa um crescimento nominal de 6,48% dos valores repassados na mesma data em 2014, que chegaram a R$ 108 milhões. Em recente entrevista a uma emissora de rádio de Campina o prefeito Romero Rodrigues (PSDB) revelou que não tinha ideia de quando e como ia pagar o decimo terceiro dos servidores municipais, o tucano já gastou mais de R$ R$ 30 milhões com apadrinhados políticos desde janeiro.

A direção da Federação das Associações dos Municípios da Paraíba (Famup) projetou os recursos do FPM extra com base nos dados da Secretaria do Tesouro Nacional e admite até que poderá haver um pequeno incremento se houver o crescimento na arrecadação do Imposto de Renda até o dia 30 deste mês.

De acordo com os números já consolidados, o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD), vai ficar com a maior fatia do bolo do FPM extra: R$ 15 milhões. Como já pagou a metade do 13º em junho, o petista vai quitar com os recursos 50% da gratificação natalina em dezembro. Por sua vez, o gestor de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB), perceberá extra R$ 3,7 milhões.

Alegando a crise econômica Romero anunciou ontem (24) em entrevista a uma emissora de rádio comunitária da cidade seu presente de natal aos servidores: “até o momento, não sabemos quando iremos pagar o benefício”.

Apesar da crise anunciada pelo prefeito tucano em apenas nos oito primeiros meses de 2015 o prefeito Romero Rodrigues (PSDB), gastou mais de R$ 30 milhões em pagamentos para apadrinhados políticos. De janeiro a agosto último mês averiguado em que a prefeitura dispôs seus gastos ao apadrinhados de Romero no Sagres – Sistema de Acompanhamento da Gestão dos Recursos da Sociedade, do Tribunal de Contas da Paraíba – TCE-PB, sejam eles comissionados ou cargos de excepcional interesse público, ambos de livre indicação do prefeito tiveram seus gastos mês a mês elevados.

Em junho os comissionados e cargos de excepcional interesse público consumiram dos cofres a quantia de R$ 4.178.818,54; em Julho esses gastos subiram para R$ 4.225.356,08 chegando em agosto com despesas na ordem de R$ 4.369.393,47. Quem quiser conferir tais balancetes basta acessar o endereço eletrônico do Sagres através deste link: Acessar Aqui

“Em relação ao décimo estamos trabalhando para definir uma data o mais rápido possível, para divulgar, e assim os servidores ficarem sabendo quando receberão seus vencimentos, mas até o momento, não sabemos quando iremos pagar o benefício. Finalizou Romero”.

Redação

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp