Romero ignora determinação do Exército e nomeia militar, filho de vereador campinense

Tentando manter sua pretensão de disputar o Governo do Estado no pleito deste ano, o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB), vem viabilizando, através da máquina pública, diversas nomeações de aliados. Uma das nomeações chama a atenção, a do filho do vereador Luciano Breno Chaves Pereira (PPL), Lucas Breno Xavier Pereira que recebe do gabinete do tucano a quantia de R$ 4.578,00, nem tanto pelo alto valor que recebe, mas pelo acumulo de outro cargo que exerce o de militar do Exército.

Nos perfis do vereador e do seu filho, é possível ver diversas fotos do jovem exercendo o cargo de soldado do Exército Brasileiro com datas nos meses de novembro e dezembro de 2017, época cujo já estava nomeado na gestão municipal, segundo demostra o Sagres.

De acordo com as normas do Exército Brasileiro que podem ser vistas no link oficial: http://www.eb.mil.br/caracteristicas-da-profissao-militar, o filho do parlamentar está infringindo o que determina nos artigos C, D e H que dizem:

c. Dedicação exclusiva

O militar não pode exercer qualquer outra atividade profissional, o que o torna dependente de seus vencimentos, historicamente reduzidos, e dificulta o seu ingresso no mercado de trabalho, quando na inatividade.

d. Disponibilidade permanente

O militar se mantém disponível para o serviço ao longo das 24 horas do dia, sem direito a reivindicar qualquer remuneração extra, compensação de qualquer ordem ou cômputo de serviço especial.

h. Proibição de participar de atividades políticas

O militar da ativa é proibido de filiar-se a partidos e de participar de atividades políticas, especialmente as de cunho político-partidário

Segundo dados disponibilizados pela Corte de Contas, através do Sagres, a Prefeitura Municipal de Campina Grande (PMCG) atingiu em outubro, a marca de 7.346 servidores contratados sem concurso público, entre comissionados e contratados por “excepcional interesse público”.

 

Redação com Paraíba Agora

Veja também:

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp