Servidores da Educação de CG promoverão no dia 27, movimento contra suposto ataque de Romero

Os servidores da Educação de CG promoverão no dia 27, movimento contra mais um suposto ataque do prefeito  Romero Rodrigues (PSDB) aos direitos dos servidores. Tudo porque foi aprovado na última quarta-feira, na Câmara Municipal de Campina Grande, Projeto de Lei proposto pelo poder executivo, que modifica a destinação do valor do precatório, fruto de uma ação movida em 2007, na qual o município cobra a diferença de valores no momento da troca do FUNDEF para o FUNDEB. Na modificação aprovada pela bancada governista esse recurso será usado em sua totalidade em obras de infraestrutura.

Contrariamente a aprovação deste projeto na CMCG, o despacho da Justiça Federal assegura que, baseado na lei do FUNDEB, 60% dos recursos dessas ações Brasil a fora devem ser destinadas para os professores e não há respaldo legal para a Câmara Municipal de Campina Grande ou qualquer município modificar essa destinação.

O Sindicato dos Trabalhadores Públicos Municipais do Agreste e da Borborema, através de seu presidente, Nazito Pereira, mostrou-se indignado com mais essa tentativa de retirada de direito dos servidores da educação. Marcou assembleias extraordinárias para próxima quarta-feira, dia 27 de Abril, às 9H e as 15H, na AABB, na oportunidade estes profissionais prejudicados irão deliberar sobre a problemática apresentada.

O presidente do SINTAB destacou ainda que a forma como o projeto está, sem especificar o despacho da Justiça Federal, este projeto não tem validade legal, além de desmoralizar os professores de Campina Grande, não há respaldo legal, e informou que o departamento jurídico do sindicato já está tomando as medidas para solucionar mais esse equívoco.

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp