Servidores da Prefeitura de Campina reclamam de atrasos constantes

Gabinete do prefeito de Campina Grande (Foto: Reprodução)

Nas redes sociais, médicos concursados do Programa Saúde da Família (PSF) reclamam de estar há mais de um ano recebendo seus vencimentos com atraso. Em outubro, a Prefeitura de Campina Grande pagou no dia 22 de novembro. Desde abril de 2013, que o PCCR deveria estar implantado, fato que vem causando prejuízo mensal de cerca de 15% sobre os salários.

Para piorar, os funcionários denunciam que não houve qualquer reajuste.

Há 15 dias, um grupo de servidores da saúde do município de Campina Grande, no Agreste paraibano, fez uma paralisação e protesto em frente ao gabinete do prefeito Romero Rodrigues por causa do último atraso de outubro que deveria ter sido pago no máximo, até o quinto dia útil deste mês, em 8 de novembro.

De acordo com informações do Sintab, esta não é a primeira vez que a prefeitura atrasa o pagamento de salários. “Foi uma boa mobilização para pressionar a prefeitura a pagar o que é de direito dos trabalhadores. Já havia atrasado outras vezes, mas já estamos no dia 22. Apenas agentes de saúde e de combate a endemias receberam. Já os médicos, enfermeiros e assistentes sociais estão sem receber”, disse o presidente da entidade Nazito Pereira.

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp