Servidores da saúde paralisam atividades por falta de pagamento em cidade paraibana

Foto: Reprodução/Internet

Os servidores efetivos da saúde de Pocinhos, no Curimataú do estado, decidiram paralisar suas atividades, por tempo indeterminado, até que a prefeitura regularize os pagamentos dos seus salários. A decisão foi tomada na última quarta-feira (13), pelo Sindicato dos Trabalhadores Públicos Municipais – Sintab, em assembleia realizada na câmara da cidade.

De acordo com a presidente do Sintab, Cilene Sales, essa é uma ação rotineira da atual administração e que, o movimento de paralisação pode deliberar uma greve.

“Todos os meses os servidores da saúde estão passando por esse problema, o atraso de salários. Nesse primeiro momento decidimos paralisar as atividades como forma de protesto, no entanto, se o atraso persistir, devemos declarar greve”, relatou.

Cilene ainda afirmou que o prefeito da cidade, Cláudio Chaves, não abriu possibilidades de diálogo com a categoria e a secretaria de saúde não tem autonomia financeira para regularizar a situação.

“O prefeito não conversa com a categoria e quando temos reunião na secretaria de saúde percebemos que não existe autonomia financeira para resolver o atraso de salário dos servidores municipais”, enfatizou.

Para o funcionário Edvaldo Inocêncio, os servidores vivem um cenário de perseguição e intimidação, por parte do poder executivo.

“Os funcionários são ameaçados constantemente se reclamar sobre os atrasos de salário. Estão ameaçando cortar o ponto, caso continue essa paralisação, decidida pelo próprio Sintab”, desabafou.

Hospital

No principal hospital da cidade os médicos estão atendendo apenas urgência e emergência, também pela falta de pagamento. O Sintab também informou que, por conta dos serviços emergenciais, cerca de 30% dos servidores darão expediente.

O prefeito não se manifestou.

Da redação.

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp