Servidores de Pocinhos protestaram contra o aumento dos salários do prefeito e vereadores

Na manhã desta sexta-feira(11), os servidores de Pocinhos, organizados pelo Sintab, reuniram-se em frente a Câmara Municipal da cidade e protestaram contra o aumento dos salários dos vereadores e do prefeito, que após as eleições iriam votar um reajuste de até 75% em seus vencimentos.

Dezenas de servidores compareceram ao ato público que teve como objetivo principal informar aos cidadãos do município sobre o absurdo que estava na iminência de acontecer. Enquanto os servidores que lutavam por aumento, tiveram o reajuste aprovado na Câmara de 14% e o prefeito vetou e só deu 7% de reajuste nos salários dos trabalhadores; enquanto profissionais da saúde estão há mais de 2 meses sem receber seus proventos; os poderes executivos e legislativos acharam por bem aumentar seus próprios salários, mesmo em tempo de crise, o que leva a crer que essa é só mais uma desculpa para não pagar o que é devido aos trabalhadores.

Em seu discurso em frente a Câmara Municipal, a diretora do Sintab de Pocinhos Cielene Sales, afirmou que esse aumento é um escárnio aos servidores e à população da cidade, “Foi aprovado esse aumento às escondidas, sem conhecimento da população. Estamos aqui hoje para denunciar esse absurdo e para que isso seja corrigido, estavam pensando que a população é desinformada e esqueceram que vivemos na era da informação, chega dessa prática vergonhosa, nós não admitimos mais, vocês foram eleitos para representar os interesses da população e não os interesses próprios” Finalizou a diretora.

O presidente da câmara que estava acompanhando o ato informou que foi convocada uma sessão para próxima quinta-feira, dia 17 de Novembro, na qual esse aumento seria votado novamente e seria revogado. Aproveitando a oportunidade, Cilene Sales convocou toda a população e os servidores para se fazerem presentes nesta sessão e acompanhar se realmente será revogada a lei.

Fonte: Sintab

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp