Servidores municipais voltam a realizar manifestação na Secretaria de Administração e Finanças

12

Os servidores públicos municipais de Campina Grande voltaram à realizar mais uma manifestação na sede da Secretaria de Administração e Finanças, no centro de Campina Grande. Na segunda-feira, a greve dos professores e funcionários de apoio da Secretaria Municipal de Saúde foi considerada ilegal, pelo desembargador José Aurélio da Cruz, do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB). O decreto determinou a volta imediata às atividades, sob pena de multa no valor de R$ 3 mil, por dia, aplicada ao sindicato da categoria, em caso de descumprimento.

A ação que pediu a ilegalidade da greve foi proposta pela Procuradoria Geral do Município.
Na ação, o procurador geral do município, José Fernandes Mariz, destacou que todos os salários dos servidores públicos municipais estão em dia e que a gestão municipal anunciou inclusive reajuste de 11% para os docentes da rede municipal de ensino.

 

De acordo com o presidente do Sindicado dos Trabalhadores Públicos Municipais do Agreste da Borborema (Sintab), Nazito Pereira, a entidade recorreu da decisão porque os servidores não podem ser penalizados em seu direito à greve. Ele explicou que a greve começou há pouco mais de um mês, mas atinge somente 10 escolas na cidade.

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp