Sessão de Câmara na Paraíba termina com agressão e presença da polícia; confira

91
Foto: Reprodução

A sessão de domingo (20), da Câmara Municipal de Cacimbas, no Sertão da Paraíba, terminou em confusão, após discordâncias da vereadora Eliziana Arruda (PSDB), acerca de um projeto que discutia o rateio de recursos do Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) para professores do município. Durante a briga, um funcionário da Casa foi agredido e empurrado contra uma porta de vidro, que se quebrou. A Polícia Militar foi chamada pelo presidente da Câmara, José Pereira (PSB) para conter a situação.

Durante a pauta, também seria realizada a votação dos relatórios da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e da Lei Orçamentária Anual (LOA), mas a parlamentar, que era a única da oposição no plenário, não quis se posicionar, afirmando não ter integrado a comissão de discussão dos temas. A confusão foi iniciada após o chefe de gabinete, José Clênio, ironizar a participação de Eliziana Arruda na votação sobre o Fundeb, questionando se ela já era da comissão para votar a matéria em específico, o que gerou o tumulto.

A polícia informou que o marido da vereadora, José Arruda Cruz, não gostou da provocação e agrediu fisicamente o chefe de gabinete, que levou um soco no rosto e caiu na porta de vidro, que ficou destruída. A guarnição da 4ª Companhia da Polícia Militar, comandada pelo tenente Anselmo Duarte, ficou responsável pelo caso. A votação foi finalizada com a presença dos policiais.

Redação Paraíba Debate Com informações do blog do Suetoni Souto Maior

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp