Shopping reloca segurança que queria impedir criança de almoçar

Imagem: reprodução vídeo / grupos de WhatsApp

Depois da polêmica envolvendo um vendedor e um segurança de um shopping em Salvador (BA), o estabelecimento resolveu relocar o segurança para outro serviço. O Shopping da Bahia voltou a pedir desculpas pelo ocorrido e alegou que os seguranças nunca haviam sido treinados para uma situação como a se desenvolveu na praça de alimentação.

O vendedor autônomo Kaique Sofredine, de 20 anos, estava na praça de alimentação do Shopping da Bahia e quase foi impedido pelo segurança de alimentar o menino. Tudo foi filmado e a internet se encarregou de julgar os envolvidos. O Ministério Público da Bahia instaurou inquérito para apurar o caso e o papel do shopping na ação. O Shopping fez reunião interna nesta terça-feira (12) e resolveu afastar o seguranças das atividades de atendimento ao público.

“Optamos por trabalhar sua reabilitação. Além disso, ele foi advertido e segue para uma nova rodada de cursos e capacitações”, disse a direção do estabelecimento à imprensa baiana. O shopping ainda repudiou a possibilidade de o caso ser enquadrado como racismo, por ter uma relação de “orgulho com o povo de Salvador, com suas matrizes culturais, éticas e sociais”.

Redação PB Debate com Itaberaba Notícias

Entenda o caso: VÍDEO – Cliente quase é impedido de pagar almoço para criança em shopping

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp