Simples Doméstico custou R$ 6 milhões ao governo

A três dias do prazo final para o pagamento obrigatório do FGTS para os trabalhadores domésticos, que vence na sexta-feira, o sistema do Simples Doméstico continuou a apresentar problemas que impediram milhares de empregadores de emitir a guia, que é a única forma de recolher os encargos.

Apenas 134 mil ou 13% do 1,2 milhão de patrões que cadastraram no site eSocial conseguiram imprimir o documento entre domingo – primeiro dia de acesso – e às 17 horas desta terça-feira, destaca o jornal O Globo.

O sistema usado pelo governo custou R$ 6,6 milhões para ser desenvolvido.

Com informações de oglobo

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp