Sindicato realiza ato público contra reajuste de salário de prefeito e atraso nos salários dos servidores

Ato aconteceu às 10h em frente câmara Municipal de Pocinhos.

O Sindicato dos Servidores Municipais (Sintab) realiza nesta manhã (11) um ato público em frente a Câmara Municipal de Pocinhos, no cariri do estado. De acordo com a diretora do Sintab, Cilene Sales, os servidores da saúde estão sem receber salários desde setembro, enquanto isso o prefeito reeleito de Pocinhos, Cláudio Chaves Costa (PTB), sancionou a lei aprovada pela Câmara Municipal que aumenta o salário de prefeito, vice-prefeito, vereadores e secretários.

Cilene ainda informou que o sindicato não vai retroceder até o efetivo pagamento dos servidores de Pocinhos. “Esse aumento é um escárnio não só para os servidores que neste momento encontra-se com os salários atrasados, como também a população em geral”, disse.

Com a lei sancionada, o prefeito terá aumento de R$ 12 mil para R$ 17 mil, a vice-prefeita passa a ganhar 12 mil. Já os secretários municipais terão um “Plus” de R$ 4 mil para R$ 7 mil. No legislativo, o futuro presidente da Câmara vai receber R$ 9 mil, enquanto os demais vereadores terão aumento de R$ 4 mil para R$ 7 mil.

O ato também faz parte da Paralização Nacional, que abrange todas as categorias dos servidores municipais. A mobilização também é contra a terceirização, a Lei da Mordaça, a PEC 241 o PLC 257, o PL 4567, a reforma da Previdência, a reforma do Ensino Médio, a flexibilização do contrato de trabalho, a prevalência do negociado sobre o legislado, e em defesa da lei do piso.

A reportagem do Paraíba Debate tentou entrar em contato com o prefeito Cláudio Chaves, mas ele não atendeu os nossos telefonemas.

Redação.

 

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp