STJ não vai conceder liminar que impediria prisão de Lula

O ministro Marco Aurélio Mello afirmou à CBN que não irá tomar essa decisão sozinho e que a questão deve ser discutida em plenário. Uma ação apresentada por um grupo de advogados ao STF questiona a prisão de pessoas condenadas em segunda instância. A defesa de Lula diz que protocolou recurso junto a comitê da ONU para impedir prisão nesta sexta-feira (6).

A medida cautelar tem como objetivo obter liminar para que o governo brasileiro impeça prisão do ex-presidente. Os advogados protocolaram junto ao Comitê de Direitos Humanos das Nações Unidas, em Genebra, na Suíça, uma medida cautelar com um pedido de liminar. O documento pede que o governo brasileiro impeça a prisão de Lula até o exaurimento de todos os recursos jurídicos.

O juiz Sérgio Moro determinou que Lula se apresente até as 17h desta sexta-feira (6) à Polícia Federal, em Curitiba, para começar a cumprir pena.

Redação/CBN e G1

Veja Também: Mais um deputado deixa o MDB

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp