Supremo autoriza investigação sobre propina para Renan Calheiros

O ministro do STF Teori Zavascki autorizou inqurito para investigar se um negcio da Petrobras na Argentina gerou propina ao presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL).

O inqurito foi aberto em dezembro, a pedido da Procuradoria-Geral da Repblica, e est sob sigilo. Tem como investigados ainda o senador Jader Barbalho (PMDB-PA) e o deputado Anbal Gomes (PMDB-CE), sob suspeitas de corrupo passiva e lavagem de dinheiro.

O delator Fernando Baiano disse ter participado de operação para viabilizar a venda da participação da Petrobras na empresa argentina Transener ao grupo Electroingenieria, tambm do pas. Baiano afirmou que houve pagamento de propina e que o lobista Jorge Luz havia dito que parte dessa comisso era destinada ao “pessoal do PMDB”.

O delator disse que a referncia era a Renan, Jader e Gomes e, acreditava ele, tambm o ex-ministro de Minas e Energia Silas Rondeau.

O caso foi enviado em dezembro para a Polcia Federal em Braslia e até o momento está em estágio inicial.

Fonte: Folha de São Paulo

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp