TCE reprova contas de Alcantil, Massaranduba e Puxinanã

A prefeita de Massaranba, Joana D’arc Queiroga (PSB), teve a sua prestação de contas referente ao exercício financeiro de 2014 reprovada pelo TCE, que lhe imputou débito de R$ 470 mil, conforme voto do relator do processo, conselheiro André Carlos Torres Pontes.

O motivo da reprovação das contas de Joana D’arc (D) se deve ao fato da folha de pessoal acima do limite e gastos irregulares, em sua maior parte, com locação de veículos.

Já a prefeita de Puxinanã, Lúcia de Orlando (PSDB), teve as contas relativas a 2013 reprovadas, em razão de insuficiência financeira ao final do exercício, processo este sob a relatoria do conselheiro, Arnóbio Viana.

No entanto, a prestação de contas de 2014 desta prefeita, foi aprovada.

Gastos também não documentalmente comprovados acarretaram a desaprovação das contas de 2014 do prefeito de Alcantil, José Ademar de Farias que não apresentou defesa e de quem o TCE quer a devolução aos cofres públicos da ordem de R$ 229,6 mil, como entendeu o relator Fábio Nogueira.

Cabem recursos contra todas essas decisões.

Vale salientar que Joana D’arc, Lúcia de Orlando e Zé de Ademar, tentaram renovar seus respectivos mandatos nas eleições de 2 de outubro e todos foram derrotados na luta pela reeleição.

 

A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo, óculos

Prefeita de Massaranduba

 

A imagem pode conter: 1 pessoa, close-up

Prefeita de Puxinanã

 

Da redação com Heleno Lima 

 

 

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp