Trauma recebe diariamente uma média de 23 pessoas vítimas da acidentes

Foto: Reprodução

O Hospital de Trauma de Campina Grande registrou 22.333 atendimentos somente até março de 2018 e destes,  2.110 foram referentes a acidente de moto, uma média de 23 pessoas acidentadas por dia, que deram entrada no Trauma. Na maioria dos casos, as pessoas que conduziam as motos estavam embriagadas ou cometeram alguma imprudência.

Os números relativos ao primeiro trimestre corresponde a 9,44% de todos os 15 tipos de  atendimentos do hospital, perdendo apenas para os acidentes com cortes e objetos perfurantes.

No entendimento do diretor do hospital, médico Geraldo Medeiros, mais de 80% dos acidentes poderiam ser evitados se o motociclista respeitasse a legislação de trânsito. “Geralmente são acidentes fatais, pois 40% das vítimas morrem no local, 25% no hospital e os 35% restantes ficam sequelados e com traumas psicológicos para o resto da vida, sem falar no impacto negativo na previdência social”, disse.

No  mesmo período do ano passado, que correspondeu aos três primeiros meses, os números foram ainda maiores, quando o setor de estatística registrou 2.156 pacientes atendidos por acidentes com motos.

 

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp