TRE julga improcedente mais uma ação da Coligação de Cássio contra o governador Ricardo Coutinho

Montagem/Paraíba Debate.

A assessoria de imprensa do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba informou que a Corte julgou improcedente, nesta segunda-feira (22), mais uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije) contra o governador Ricardo Coutinho (PSB).

Na ação, que ficou conhecida como “Aije Fiscal”, o chefe do executivo era acusado de beneficiar eleitores por meio de renúncia de Impostos sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), isenção ou redução de Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) e taxas do Departamento Estadual de Trânsito (Detran).

Apenas o juiz Leandro dos Santos julgou a ação parcialmente procedente, pedindo aplicação de multa de 20 mil UFIRs para cada investigado. Porém, devido à votação da maioria, a multa não foi aplicada. A ação foi julgada depois de dois pedidos de vistas.

Na semana passada a Corte também julgou improcedente a Aije em que o governador era acusado de abuso de poder econômico por conceder benefícios a policiais no ano eleitoral.

Na ocasião o governador preferiu não comentar as decisões do tribunal, mas alfinetou o senador Cássio Cunha Lima, a quem responsabilizou pelas ações. “A Paraíba inteira sabe quem compra votos”, disse.

Da redação com PB Agora

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp