Universidades não registrarão falta de alunos que não conseguiram chegar à Instituição devido a protestos

Em decorrência dos recentes protestos contra alta dos preços dos combustíveis, Campina Grande vive uma situação caótica pela alta no preço da gasolina e do diesel, além da falta dos mesmos nos postos.

Diante desse cenário, a Pró-Reitoria de Graduação (PROGRAD) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) informa à comunidade acadêmica que não haverá suspensão das aulas. No entanto, os estudantes que, eventualmente, não tenham conseguido chegar à Instituição devido aos protestos não terão sua falta registrada no controle acadêmico.

Outras informações referentes à UEPB podem ser obtidas pelo telefone (83) 3315-3350.

Os professores da Faculdade Cesrei, conforme solicitação da direção, não irão ministrar assuntos novos e nem ministrar atividades que valham nota, além disso não vão colocar falta nos alunos ausentes.

Alunos de Campina Grande também estão temendo ir as universidades, pois devido a redução da frota não sabem como vai ficar o horário na Integração após o término das aulas, às 22h.

Segundo o professor Alarcon Agra, presidente da Câmara Superior de Ensino da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), a instituição não pode, de pronto, liberar as atividades devido a limites legais. “Temos orientado que os cursos usem a medida do bom senso. Em situações nas quais a manutenção das atividades seja impossível, cabe suspendê-las e reprogramá-las. O importante é preservar a qualidade da formação e o bem estar de todos”, declara Alarcon.

Veja mais: COMBUSTÍVEL: Filas dão voltas nos postos de combustíveis de JP e CG

VÍDEO: 13 pontos das BRs interditados somente na PB

Veja onde e como ajudar caminhoneiros da Paraíba neste dia de protestos em JP e CG

Por Rafael Ribeiro/Paraíba Debate

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp