Veneziano sugere ao Ministério da Educação a criação do cargo de Pesquisador Acadêmico

O deputado federal Veneziano Vital do Rêgo (PMDB/PB) encaminhou ao Ministério da Educação o Requerimento de Indicação nº 656/2015 no qual sugere a elaboração e o envio ao Congresso Nacional de projeto de lei destinado a criar, no âmbito das instituições de ensino superior, o cargo de Pesquisador Acadêmico, com estrutura de carreira idêntica à aplicada ao magistério superior.

Segundo o deputado, a pesquisa constitui atividade tão essencial no mundo acadêmico quanto o exercício da docência propriamente dita.

“Na sistemática hoje em vigor, verifica-se que se sobrepõem a docência e a pesquisa. Os professores ocupam parte de seu tempo dedicando-se a atividades como as anteriormente elencadas, lógica que talvez não se revele a solução mais adequada. De fato, sem prejuízo de que se mantenham em permanente contato e troquem informações de forma contínua, professores e pesquisadores desempenham funções distintas e não parece razoável permitir que sigam se misturando”, destaca Veneziano.

Para o parlamentar, a tendência é que com o passar do tempo, o professor venha a prejudicar o pesquisador ou o fenômeno inverso se verifique.

“Dependendo da preferência pessoal do profissional envolvido, um bom pesquisador se transforma em um péssimo professor ou um diligente mestre negligencia pesquisas de grande relevância. Torna-se indispensável, nesse contexto, a segmentação das duas funções, mantendo-se canais permanentes de contato entre ambas”, ressalta.

A proposta de Veneziano dispõe, ainda, que professores e pesquisadores devam permanecer permanentemente como referências, de mesma relevância e com idêntico reconhecimento, inclusive no que diz respeito às respectivas estruturas de carreira.

Da redação.

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp