Vereador denuncia que Prefeitura deve ao Ipsem e acredita ser pedalada fiscal

O vereador Murilo Galdino (PSB) denunciou que a Prefeitura Municipal de Campina Grande (PMCG) não repassou no ano de 2015 as contribuições dos servidores municipais ao Instituto de Previdência do Servidor Municipal (Ipsem).

Ele revelou que a PMCG fez uma confissão de dívida superior a R$ 20 milhões.

– O Ipsem está enfrentando um momento de dificuldade tremenda. No semanário do final de março e no começo de abril, analisando como sempre faço, vi que a Prefeitura fez uma confissão de dívida e um parcelamento em 60 meses em mais de R$ 20 milhões. Fiquei muito preocupado com isso e acho que isso é uma pedalada fiscal, como PSDB vem dizendo, aplicada aqui em Campina Grande. Nós vemos que a Prefeitura está quebrada, prejudica o Ipsem e se o órgão quebrar prejudica todos os servidores efetivos – denunciou.

Murilo solicitou a Pimentel Filho, presidente da Câmara Municipal de Campina Grande, que o vereador Olímpio Oliveira (PMDB) seja indicado como representante do Conselho Municipal de Previdência para realizar análises nos documentos e esclarecer os fatos.

Fonte: paraibaonline

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp