Vereadora crítica excesso de prestadores de serviços na prefeitura de Camalaú

A vereadora de Camalaú, Audenice Chaves, diz não se sentir surpresa com as últimas informações de que a prefeitura se encontra no seu limite de gastos com folha de pessoal. Nicinha, como é conhecida a vereadora, explicou que o próprio gestor já sabia dos inúmeros prestadores de serviços, mesmo tendo uma sido informado pelo TCE junto com outros gestores.

“Não tenho a intenção de prejudicar ninguém, afinal o Tribunal de Contas do Estado já havia identificado tais irregularidades. Tanto é, que mais de uma vez emitiu alerta para o Prefeito com relação a excesso de pessoal e ele não deu a mínima,e o que fez foi botar mais gente sem nenhum critério”, esclareceu a vereadora.

A parlamentar explicou que esse inchaço acaba prejudicando boa parte da população de Camalaú, já que os recursos que deveriam ser investidos em postos de saúde, escolas e outras obras, estão servindo para pagar apadrinhados do atual gestor.

“Uma Prefeitura não pode se tornar cabide de empregos. Enquanto contratam pessoas apenas para cumprir promessas de campanhas, aumentam substancialmente os gastos com folha de pessoal, colocam em risco o pagamento dos funcionários em dia e ainda persegue e humilha servidores concursados eficientes, experientes e capacitados apenas pelo fato de não terem votado no atual gestor”, sublinhou Nicinha.

A vereadora diz que tem periodicamente enviado comunicados ao TCE, junto com os demais vereadores da oposição, denunciando os gastos excessivos com folha de pessoal.

Redação

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp