Vereadora de João Pessoa detona os Cartaxos e conta tudo o que passou com eles

Imagem: Raíssa / Ecliton Monteiro

A vereadora Raíssa Lacerda (PSD) denunciou o prefeito Luciano Cartaxo (PV) durante horas nesta manhã de terça-feira (19) na plenária da Câmara de Vereadores de João Pessoa. Ela desabafou tudo o que sofreu de perseguição política durante anos na gestão municipal atual. “O prefeito me tratou como a preterida, como uma escada, para os preferidos dele”, disse, entre outras acusações.

Ela começou dizendo que, quem fez a base aliada do prefeito foi ela, mas sem nenhum reconhecimento. “Eu convocava os pré-candidatos para eles aprovarem ou não as coligações. Eu dei o partido e pedi para participar com o professor Gabriel, pedi para participar também com Marmut, não fui deixada participar. Quando vi, estávamos com 10 candidaturas, todos de mandato e ainda Dr Nilo, um grande deputado”, comentou.

A vereadora alega que foi iludida. “Iludiam a gente dizendo que a gente ia fazer seis vereadores do PSD. Iludiam quando diziam que iam dar estrutura. A estrutura que eu falo, é a estrutura de secretarias para apoiar. Mas o presidente teve os queridinhos dele. Três vereadores eram toda a máquina. Adalberto Fulgêncio botou a máquina da saúde para trabalhar. O dinheiro da saúde para trabalhar! Para três ou quatro vereadores queridinhos”, declarou.

Além de acusar o prefeito de João Pessoa, Raíssa alertou colegas do PV. “Cuidado vereador Lucas! Cuidado vereador Mano! Não tenho problema com o PV, vou votar no candidato do PV. Vão fazer com vocês a mesma coisa que fizeram comigo. Porque o preferido lá é Zenedy. Que o prefeito me desligue! Mas fui despachar com ele e ele pediu voto para Zenedy!”, acusou.

Ela contou que foi descriminada pelos irmãos Cartaxos porque se apresentou como independente, quando ele pediu voto para seu colega na Câmara. “E eu disse a ele: ‘eu voto no vereador que eu quiser, no deputado que eu quiser’. Cuidado pré-candidatos do PV! Só que tem um detalhe. O controle do mundo, dos ares e dos mares, tudo é de Deus. E aí, muda-se. A única vereadora eleita do PSD, para honra e glória de Jesus, e a intercessão de Nossa Senhora, foi Raíssa”, falou.

Redação PB Debate

Veja também: Cotado para vice de Maranhão, Bruno Roberto descarta aliança com Lucélio Cartaxo

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp