Vereadores denunciam dívida de R$ 3 milhões da PMJP com fornecedores de material ortopédico

A denúncia foi feita nesta manhã de quinta-feira (09) pelos vereadores da oposição (Foto: Divulgação)

A dívida da Prefeitura de João Pessoa com fornecedor de material ortopédico para o Hospital Ortotrauma de Mangabeira passa de R$ 3 milhões. A denúncia foi feita nesta manhã de quinta-feira (09) pelos vereadores da oposição ao prefeito Luciano Cartaxo (PSD), na Câmara Municipal de João Pessoa. O vereador Bruno Farias denunciou a situação degradante dos pacientes, muitos nos corredores do hospital, convivendo com falta de estrutura, esgoto dentro do bloco cirúrgico e baratas no hospital.

“Os pacientes ficam 30, 40, 50, 60 dias, às vezes, esperando serem operados”, disse o vereador Bruno Farias, relatando denúncia de um médico ortopedista, que pediu para não ser identificado.

Entre os problemas mais graves detectados no Trauminha, estão a fila de pacientes esperando por cirurgias por falta de material para realizar os procedimentos, pacientes em macas jogadas pelos corredores, esgoto no bloco cirúrgico, com piso descolado, paredes quebradas e com infiltrações, portas caindo e remendadas, ar-condicionados quebrados, e além disso os capotes de chumbo para proteção contra a radiação das máquinas de Raios X são os mesmos desde 2008, as caixas cirúrgicas não têm renovação nem manutenção e até as tesouras estão cegas. “Estamos o tempo todo improvisando”, denuncia um médico ortopedista.

O Conselho Regional de Medicina (CRM) realizou nova vistoria no hospital no dia 30 de junho, e está preparando relatório para entregar ao Ministério Público da Paraíba. De acordo com o diretor de fiscalização, o médico João Alberto, pouca coisa foi resolvida, após a vistoria que foi realizada no início de abril. A Prefeitura de João Pessoa pediu mais prazo para solucionar as falhas. Mas os problemas continuam.
“A situação não vai ser solucionada porque falta competência para o secretário Adalberto Fulgêncio para enfrentar os problemas graves na saúde pública do nosso município”, disse Bruno Farias.

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp