VÍDEO: Em sessão de ’50 Tons de Liberdade’ homem dá soco em mulher

Por causa de uma disputa de cadeiras, uma confusão tomou conta da sessão das 19h10 do filme “50 Tons de Liberdade”, nesta segunda-feira (19), em um shopping de Vitória. Na briga, que teve pipoca voando e refrigerante derramado, uma jovem de 24 anos levou soco no olho de um homem e rolou as escadas do cinema com mais duas mulheres.

A vítima, que prefere não se identificar, chamou a polícia no local, prestou queixa na noite desta segunda e fez exame de corpo de delito na manhã desta terça-feira (21). Agora, ela pretende entrar na Justiça contra o homem que a agrediu.

O motivo da briga também aparece no Boletim de Ocorrência enviado pela jovem ao Gazeta Online, relatando que as partes envolvidas disseram que a agressão aconteceu por causa de um desentendimento dentro do cinema devido aos lugares numerados. Também no boletim, o homem acusado pela jovem afirma que a confusão começou porque foi agredido verbalmente depois que contestou o lugar onde ela estava sentada, cuja a numeração constava no bilhete dele.

Ainda segundo o boletim, todos foram levados para a 1° Delegacia Regional de Vitória, onde a jovem disse estar com uma leve lesão na mão, nas pernas e no olho direito. Já a esposa do homem, afirma que foi lesionada nas pernas, braços e nádegas. Ambas falam que as lesões foram por conta da briga.

Na conversa abaixo, a mulher de 24 anos explica a sua versão sobre o caso.

O que aconteceu no cinema?

A gente (ela e uma amiga) estava no cinema para assistir à sessão das 19h10. Chegamos no local e tinham algumas pessoas que estavam sentadas em qualquer cadeira, independente se estava com a numeração. Sentaram no meu lugar e eu não questionei. Eu não reclamei porque tinha cadeira sobrando. Nisso que eu sentei em outro local, um rapaz chegou com a esposa e a mãe dele. Eles estavam meio que atrasados.

E depois?

Ele foi subir a escada, tropeçou, caiu e jogou refrigerante em todo mundo da minha carreira de fila. Ele nem sequer pediu desculpas. A gente não reclamou. Estava na primeira cadeira um senhor, minha amiga, eu e mais duas senhoras na sequência. Eram as cadeiras que ele tinha de direito, a que eu estava e as das duas senhoras, números 7, 8 e 9. Sem pedir licença, ele passou na carreira de cadeiras e falou com as duas senhoras que estavam sentadas no lugar dele. Sem educação nenhuma, ele acendeu a lanterna, foi olhando as numerações e falou para as duas senhoras se retirarem. Eu falei: ‘Cara, sentaram no meu lugar e eu não estou reclamando. Então custa você sentar em outro tipo de cadeira?’ Ele já na ignorância respondeu que custa sim, porque tinha pagado e começou a reclamar.

Você continuou sentada?

Nisso, as duas senhoras saíram e eu fiquei aguardando o rapaz da bilheteria ir até o local para ver onde era a minha cadeira, e eu me retirar. Minha amiga falou que tinha uma cadeira vazia e disse que iria sentar lá e eu poderia sentar no lugar dela. Quando eu levantei para sentar na cadeira que ela cedeu para mim, ele pegou e jogou o copo de refrigerante. Ele já tinha jogado a pipoca antes.

Em que momento ele jogou pipoca em você?

Quando ele foi falar com o segurança. Comecei a discutir com ele. Peguei e entreguei o rapaz o meu bilhete para saber qual era a minha cadeira. Na hora que ele jogou o refrigerante, eu peguei o pacote de pipoca da mão da minha amiga e joguei em cima dele. Aí a mãe dele puxou o meu cabelo. Nessa hora, ele me deu um soco no olho direito. Eu luto mais ou menos Taekwondo, peguei e dei uma voadora tanto na mãe que puxou o meu cabelo quanto nele pelo fato de ter me dado o soco. Na hora que ele me deu o soco, eu desequilibrei e caímos na escada rolando: eu, a mulher dele e a mãe. Elas começaram a me agredir da mesma forma também.

As cadeiras de vocês estavam posicionadas em um lugar alto?

As cadeiras ficavam ao lado de uma escada e era alto. Nós caímos uns cinco degraus. A minha amiga foi apartar a briga. Mas só acabou quando as pessoas começaram a separar. A segurança não ajudou muito. O menino só ficou olhando. Eu já estava meio alterada, porque o cara tinha me dado o soco, falei para o funcionário me ajudar, pelo menos, a catar o meu celular e os meus documentos. Ficou tudo espalhado, tinha pipoca e refrigerante em todo mundo. Foi aí que uma senhora, que eu não sei quem é, pediu o meu número para ligar para o meu celular. Achei o meu celular e o meu documento.

A confusão durou quanto tempo?

Isso durou uns 20 minutos. Os seguranças me chamaram no canto, perguntaram o que havia acontecido e as outras pessoas também. Eles se retiram. O segurança me colocou em uma sala e perguntou o que tinha acontecido. Eu optei em ligar para o Ciodes e acionar à polícia pelo fato do cara ter me agredido. Fomos para a delegacia de Jucutuquara, e eu prestei uma queixa contra ele. Fiz o Boletim de Ocorrência e vim hoje fazer o exame de corpo de delito no DML.

O homem que agrediu você tem que idade?

Uns 26 anos.

O que pretende fazer agora?

Acionei meu advogado, conversei com ele desde ontem, e vou entrar com uma ação contra ele na Justiça pelo fato de ter me agredido. Eu não sou feminista, mas nunca admito que homem bata em mulher. Achei muita covardia da parte dele ter me dado um soco.

A sessão continuou?

Sim. O cinema entregou uma cortesia, mas tomei ranço desse filme. Acho que foi uma falha da segurança do cinema de não terem apartado a briga e o menino ficar só olhando.

OUTRO LADO

Por meio de nota, a Rede Cinemark informa que uma discussão entre clientes por causa de lugares marcados levou à interrupção de uma sessão de ‘Cinquenta Tons de Liberdade’ na noite desta segunda-feira, 19 de fevereiro, no Shopping Vitória. “No momento em que a gerente do complexo tomou conhecimento do fato, solicitou a presença dos seguranças do shopping, que retiraram da sala as pessoas que causaram o tumulto. O filme foi reiniciado, e os clientes que optaram por deixar a sessão receberam cortesia para voltar em outra data. A Rede lamenta o ocorrido”, finaliza.

VEJA O VÍDEO:

Fonte: Gazetas

Veja também:

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp